Nados e Criados Desiguais

00:53:00

As desigualdades no ensino primário em Portugal, fruto das assimetrias sociais existentes no país. Para além das diferenças entre os meios rurais e urbanos, também o tipo de equipamentos escolares à disposição das crianças portuguesas potencia a diferenciação nas oportunidades de aprendizagem.

  • Nome do Programa: Nados e Criados Desiguais
  • Nome da série: A Gente Que Nós Somos
  • Locais: Montemor-o-Novo, Barreiro, Lisboa, Odivelas
  • Temas: Educação, Sociedade
  • Canal: RTP 1
  • Menções de responsabilidade: Autor: Maria Filomena Mónica Realizador: José Elyseu
  • Tipo de conteúdo: Programa
  • Cor: Preto e Branco
  • Som: Mono
  • Relação do aspeto: 4:3

Resumo Analítico

Eládio Clímaco, apresentador, introduz o assunto explorado e apresentado no documentário; título do documentário; plano aproximado de desenho de Sebastião José de Carvalho e Melo, marquês de Pombal; crianças brincam em recreio alternado com desenho de escola; gráficos circulares sobre o nível de ensino registado nos centros urbanos e nas zonas ruais (fonte: M. Costa Garcia); crianças e professor em salas de aula; planos aproximados do mapa de Portugal, com destaque para Bragança, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja; livros escolares empilhados sobre mesa; crianças abandonam escola a correr. 06m25: Vista geral de campo em Baldios; exterior de habitação; mulheres trabalham no campo; planos aproximados de mulher e homem a colher cachos de uvas; entrada da escola primária; crianças passam portão de escola; professora e alunos em sala de aula, a 25 de outubro de 1974; planos das caras de crianças; Maria Filomena Mónica entrevista professora sobre o número de alunos que frequentam a sua aula, condições da escola, assistência médica, faltas dos alunos, participação ativa dos pais na educação dos filhos, dificuldade de continuar a escolaridade, após a 3ª classe, devido ao meio de transporte e as profissões que os seus alunos podem vir a exercer, alternado com entrevistas a Carlos, aluno da 2ª classe com 8 anos e Francisco, aluno da 1ª classe com 7 anos, sobre os trabalhos e níveis de ensino dos pais, onde vivem, meio de transporte, agregado familiar, condições habitacionais, alimentação, castigos e prémios, brincadeiras, se já trabalharam, férias, viagens, profissões que gostavam de exercer e se gostavam de continuar os estudos depois da 4ª classe alternado com Francisco brinca com pneu de automóvel e com carrinho; Carlos brinca com pilhas; vista geral de campo em Baldios; entrevista mãe do Francisco sobre a utilidade do filho frequentar a escola, o tempo que o mesmo demora a chegar à escola a pé, profissão do marido e respetivo salário, nível de ensino do marido, futuro escolar do filho e se considera que uma criança tem as mesmas possibilidades de futuro independentemente de ter uns pais pobres ou ricos “Não sei, não lhe sei responder a essas procuras. Eu não percebo nada disso” alternado com interior de quarto e de sala de casa do Francisco; pilhas de lenha junto a habitação; estruturas de madeira e galinhas; vista de habitação rodeada de campo. 18m20: Movimento de rua; habitações situadas no Bairro da Torre; criança a caminhar; exterior de escola com crianças no recreio; alunos e professor em sala de aula; planos das crianças; Maria Filomena Mónica entrevista Alexandre, aluno da 4ª classe com 11 anos, e José, aluno da 4ª classe com 13 anos, sobre os trabalhos e níveis de ensino dos pais, escola primária, castigos, chumbos, agregado familiar, condições habitacionais, alimentação, brincadeiras, se já trabalharam, férias, viagens, horário escolar, profissões que gostavam de exercer e o que acham que vai acontecer depois da 4ª classe alternado com entrevista a professor sobre o número de alunos que frequentam a sua aula, condições da escola, faltas dos alunos, participação ativa dos pais na educação dos filhos e perspetivas em relação ao futuro escolar e profissional dos alunos; e a mãe do Alexandre sobre a utilidade do filho frequentar a escola, reunião com professor, há quanto tempo vivem na referida casa, agregado familiar, profissão do marido e respetivo salário, nível de ensino do marido, futuro escolar e profissional do filho, e se considera que uma criança tem as mesmas possibilidades de futuro independentemente de ter uns pais pobres ou ricos “Havia de ser assim, mas uma pessoa não pode, não pode ter isso” alternado com interior da sala e quartos de casa do Alexandre. 25m56: Vistas gerais de fábricas industriais; caminho-de-ferro; crianças empoleiradas em comboio; movimento de rua; exteriores de prédios de habitação e de escola; crianças brincam em recreio; alunos e professor em sala de aula; interiores de escola; cruz com Jesus Cristo em parede; humidade e teia de aranha no teto; criança faz contas em caderno; Maria Filomena Mónica entrevista professor sobre o número de alunos que frequentam a sua aula, condições da escola, assistência médica, meios sociais dos alunos e participação ativa dos pais na educação dos filhos alternado com entrevista a aluno da 3ª classe com 11 anos, Paulo, aluno da 3ª classe com 11 anos e Ricardo, 8 anos, sobre os trabalhos e níveis de ensino dos pais, horário escolar, chumbos, castigos, condições habitacionais, se os pais possuem automóvel, profissões que gostavam de exercer, futuro escolar e férias; e a mãe do Ricardo sobre profissão do marido e respetivo salário, nível de ensino do marido e da própria, se participa na educação do filho, futuro escolar e profissional do filho, se considera que uma criança tem as mesmas possibilidades de futuro independentemente de ter uns pais pobres ou ricos “Se for pelas possibilidades financeiras, acho que não” alternado com interior das casas de banho escolares e interior de sala de casa de Ricardo. 35m21: Vista geral de Odivelas; exterior de escola; crianças brincam no recreio e acenam para a câmara de filmar; alunos em sala de aula; Maria Filomena Mónica entrevista Carlos, aluno da 4ª classe com 9 anos e aluno com 8 anos, sobre o horário escolar, trabalhos e níveis de ensino dos pais, alimentação, transportes, condições habitacionais, castigos e prémios, chumbos, brincadeiras, viagens, atividades depois da escola, profissões que gostavam de exercer e futuro escolar alternado com entrevista a professor sobre o número de alunos que frequentam a sua aula, condições da escola, assistência médica, participação ativa dos pais na educação dos filhos e profissões que os seus alunos podem vir a exercer; e a mãe de Carlos sobre profissão do marido e respetivo salário, nível de ensino do marido, se participa na educação do filho, futuro escolar e profissional do filho e se considera que uma criança tem as mesmas possibilidades de futuro independentemente de ter uns pais pobres ou ricos “Sim, acho que sim”, alternado com interior de sala da casa de Carlos. 41m55: Automóvel estacionado; entrada do “Lycée français Charles Lepierre”; grades da escola; crianças brincam no recreio; alunos e professora em sala de aula; planos das crianças; decoração de sala; Maria Filomena Mónica entrevista professora sobre o número de alunos que frequentam a sua aula, condições da escola, assistência médica, atividades extracurriculares, participação ativa dos pais na educação dos filhos e profissões que os seus alunos podem vir a exercer alternado com entrevista a Luís Bernardo, aluno da 4ª classe com 8 anos, aluno da 4ª classe com 9 anos e aluno sobre o horário escolar, frequência em escola primária, trabalhos e níveis de ensino dos pais, transporte, agregado familiar, condições habitacionais, prémios, atividades depois da escola, férias, viagens, profissões que gostavam de exercer; e a mãe de Luís Bernardo sobre atividades extracurriculares do filho, futuro escolar e profissional do filho, profissão do marido e respetivo salário e se considera que uma criança tem as mesmas possibilidades de futuro independentemente de ter uns pais pobres ou ricos “Antigamente não teria, porque era só favorecido por certas determinadas classes, mas hoje estou convencida que enfim o Estado olhará por isso até porque as crianças pobres, porque não terem o direito dos ricos” alternado com interior de sala de casa de Luís Bernardo. 51m34: Exterior da Escola Ave-Maria; crianças entram em autocarro escolar; movimento de rua junto à referida escola; crianças olham para a câmara a partir de autocarro; autocarro escolar em movimento. 53m01: Crianças em sala de aula; menino no interior de automóvel seguido de plano fixo do mesmo; plano aproximado de cara de menino da escola de Baldios.

Termos e condições de utilização

Os conteúdos disponíveis estão protegidos por direitos de propriedade industrial e direitos de autor. É expressamente proibida a sua exploração, reprodução, distribuição, transformação, exibição pública, comunicação pública e quaisquer outras formas de exploração sem a autorização prévia da RTP. O acesso aos conteúdos tem como único propósito o visionamento privado e educacional sem fins comerciais. Para mais informações, entre em contato com o arquivo da RTP através do seguinte endereço de correio eletrónico: arquivo@rtp.pt .