Agustina Bessa-Luís: Nasci Adulta e Morrerei Criança

00:57:00

Documentário sobre Agustina Bessa-Luís, em que esta fala na primeira pessoa sobre o seu percurso de vida, sobre os seus livros e a sua evolução como escritora. Depoimentos de familiares e amigos, enquandrando diversos episódios e vivências da vida de Agustina e da sua obra.

  • Nome do Programa: Agustina Bessa-Luís: Nasci Adulta e Morrerei Criança
  • Personalidades: Agustina Bessa-Luís, Laura Mónica Baldaque, Alberto Vaz da Silva, Inês Pedrosa, João Bénard da Costa, Eduardo Prado Coelho, Manoel de Oliveira, Pedro Mexia, Francisco da Cunha Leão
  • Temas: Artes e Cultura
  • Canal: RTP 2
  • Menções de responsabilidade: Produtor: Olga Toscano Realizador: António José de Almeida
  • Tipo de conteúdo: Programa
  • Cor: Cor
  • Som: Mono
  • Relação do aspeto: 4:3 PAL

Resumo Analítico

Início do programa em voz off de personalidades fazendo comentários sobre a personalidade de Agustina Bessa Luís e a sua escrita, nomeadamente de João Bénard da Costa, Isabel de Oliveira, Laura Mónica Baldaque, Pedro Mexia, Eduardo Prado Coelho, Manoel de Oliveira, Inês Pedrosa e Eduardo Lourenço; 4m 38/5m 43: Declarações da escritora sobre a sua personalidade, seguidas de fotografias da própria enquanto criança; 5m 26/9m 00: Declarações de Alberto Vaz da Silva, intérprete de escritas sobre a técnica de escrita de Agustina Bessa Luís; 5m 39: Fachada e exterior da casa onde nasceu, em Outubro de 1922, em Vila Meã, Amarante; 6m 19: Destaque para o livro da sua autoria intitulado "A Sibila", de seguida, declarações de Laura Mónica Baldaque, conservadora de Museu e pintora, filha de Agustina Bessa Luís que fala sobre a sua mãe; 6m 47: Fachada e exterior da casa do Paço, em Travanca onde a escritora passava férias; 7m 16: A escritora relata estórias vividas nesta sua casa e de seguida leitura de excertos do livro "A Sibila", cuja personagem principal foi baseada numa tia da escritora; 8m 33: Fachada do Casino da Póvoa de Varzim, seguido de fachada do Colégio do Sagrado Coração de Jesus, na Póvoa de Varzim e fotografias da escritora enquanto adolescente; 9m 04/11m 40: Agustina Bessa Luís fala sobre a sua infância, seguido de plano de uma boneca que recebeu nos anos 30 como prémio pelo sucesso num exame escolar e fotografias da sua adolescência; 9m 47/6m 25/12m 35/14m 27: Declarações de Laura Mónica Baldaque sobre a sua família e relato de experiências vividas com a sua avó na casa de Travanca; 13m 22: Fachada e exteriores da sua casa do Douro, na Régua, seguido de planos de Agustina falando sobre as suas experiências nesta casa e imagens de arquivo da época da cidade do Porto (preto e branco); 14m 44: Declarações de João Bénard da Costa, presidente da Cinemateca Portuguesa sobre a sua amiga Agustina Bessa Luís, de Isabel Oliveira, esposa de Manoel de Oliveira e amiga da escritora e Eduardo Prado Coelho, professor universitário e escritor, alternadas com fotografias da escritora com o marido; 16m 56: Declarações de Agustina Bessa Luís sobre o seu casamento, seguidas das de sua filha sobre o relacionamento dos seus pais e importância do pai na vida literária da sua mãe, alternadas com fotografias da família; imagens de arquivo da cidade de Coimbra (preto e branco); 19m 04: João Bénard da Costa e a própria escritora relatam um episódio ocorrido entre esta e Teixeira de Pascoaes e de seguida leitura de uma carta deixada escrita por este em resposta a uma missiva da escritora; imagens de arquivo de Miguel Torga; de seguida a escritora fala sobre a sua carreira literária; plano do livro "Mundo fechado" (primeiro livro), "Os super-homens" (segundo livro) e "Dissecação a um ex-crítico de arte"; 25m 56: Agustina explica a sua relação com o jornal "Primeiro de Janeiro" e da sua vida em Esposende; 26m 49: João Bénard da Costa e Alberto Vaz da Silva, falam de um episódio experienciado enquanto responsáveis da revista "Tempo e o Modo", alternado com fotografias da escritora; 28m 54: Fachada da casa de Esposende, destaque para o seu livro "O Vale Abraão"; 30m 31: Declarações de Manoel de Oliveira, realizador sobre a sua relação com a escritora, seguidas de João Bénard da Costa sobre a passagem dos livros de Agustina para filme; 31m 28: Declarações de Pedro Mexia, crítico sobre o filme "O Vale Abraão", alternado com excertos do referido filme e de "O Convento" também de Manoel de Oliveira baseado em livros da autoria da escritora; 32m 21: Declarações de Agustina Bessa Luís e Manoel de Oliveira sobre o filme "Convento" e das discussões que tiveram sobre a passagem de alguns dos seus livros para a tela; alternado com testemunho de João Bénard da Costa sobre o mesmo assunto; 33m 49: Plano do livro da autoria da escritora intitulado "Party", seguido das declarações de Laura Mónica Baldaque sobre a última adapatação para filme de um livro da autoria da sua mãe, "A alma dos ricos"; plano da capa de "Alma dos ricos" e "Espaços em branco"; 34m 33: Eduardo Prado Coelho, João Bénard da Costa e Laura Mónica Baldaque falam, alternadamente sobre os livros da Agustina Bessa Luís e os filmes de Manoel de Oliveira; 37m 25: Declarações de Inês Pedrosa, Eduardo Prado Coelho, João Bénard da Costa, Pedro Mexia, Alberto Vaz da Silva e Laura Mónica Baldaque sobre as temáticas e estrutura dos livros de Agustina; 44m 09: Agustina Bessa luís explica os seus processos criativos e a sua escrita, alternado com declarações da sua filha e com fotografias de família; de seguida cidadãos anónimos lêem na rua excertos do livro "A Sibila"; 46m 11: Declarações de Francisco Cunha Leão, editor, Pedro Mexia e Eduardo Prado Coelho sobre o romance "A Sibila", alternado com a própria autora e a sua filha sobre a sua capacidade criativa; 49m 16: Plano próximo da escritora escrevendo; plano dos seus livros: "Um cão que sonha", "Antes do degelo", "Os incuráveis", "Ternos guerreiros", "Funny Owen" e "Um inverno frio", este último o preferido da escritora; 51m 06: Plano de Agustina mostrando alguns do vestidos que usou em ocasiões especiais; Inês Pedrosa, Laura Mónica Baldaque e Alberto Vaz da Silva falam da elegância e bom gosto da escritora; imagens de arquivo da atribuição do prémio Camões 2004 a Agustina pelo ministro da Cultura do Brasil, Gilberto Gil; Eduardo Prado Coelho depõe sobre a personalidade da escritora; 53m 23: Agustina Bessa Luís caminhando no exterior da sua casa; 53m 45: Apreciação global da personalidade da escritora por, Pedro Mexia, João Bénard da Costa, Alberto Vaz da Silva, Manoel de Oliveira, Inês Pedrosa e Eduardo Prado Coelho e Agustina Bessa Luís sobre as questões que a inquietam sobre a humanidade.

Termos e condições de utilização

Os conteúdos disponíveis estão protegidos por direitos de propriedade industrial e direitos de autor. É expressamente proibida a sua exploração, reprodução, distribuição, transformação, exibição pública, comunicação pública e quaisquer outras formas de exploração sem a autorização prévia da RTP. O acesso aos conteúdos tem como único propósito o visionamento privado e educacional sem fins comerciais. Para mais informações, entre em contato com o arquivo da RTP através do seguinte endereço de correio eletrónico: arquivo@rtp.pt .