José Gomes Ferreira, um Homem do Tamanho do Século

00:59:00

Documentário biográfico sobre o escritor José Gomes Ferreira, produzido para assinalar o centenário do seu nascimento. Depoimentos dos seus filhos, o arquitecto Raul Hestnes Ferreira e o poeta Alexandre Vargas Ferreira, além de amigos e de outras personalidades do meio literário português.

  • Nome do Programa: José Gomes Ferreira, um Homem do Tamanho do Século
  • Locais: Lisboa
  • Personalidades: José Gomes Ferreira, Eduardo Prado Coelho, João Mota, César Viana, Raul Hestnes Ferreira, Urbano Tavares Rodrigues, José Manuel Mendes, Luiz Francisco Rebello, Armando Baptista-Bastos
  • Temas: Artes e Cultura
  • Canal: RTP 2
  • Menções de responsabilidade: Realizador: António Cunha
  • Tipo de conteúdo: Programa
  • Cor: Cor
  • Som: Mono
  • Relação do aspeto: 4:3 PAL

Resumo Analítico

02m18: Início com imagens de arquivo do escritor José Gomes Ferreira sendo entrevistado por Eduardo Prado Coelho, sobre a publicação do livro "Gaveta de nuvens", intercalado com a leitura de um excerto de um texto da autoria do escritor, em simultâneo imagens de Lisboa que ilustram o referido texto; De seguida, início do relato da vida de José Gomes Ferreira, com destaque para a influência de seu pai, Alexandre Ferreira que chegou a ser vereador da Câmara Municipal de Lisboa, criou a Universidade Livre e a rede de Bibliotecas Municipais e fundou os Inválidos do Comércio; Os relatos de episódios da vida do escritor são alternados com a leitura de textos e poemas da sua autoria, por João Mota; 06m55: Fotografias do pai de José Gomes Ferreira; 09m51: Imagens de arquivo da família real portuguesa passeando-se em Lisboa no mesmo período em que o movimento republicano estava em crescendo na sociedade portuguesa com a realização de vários comícios, na qual tomava parte Alexandre Ferreira que levava o seu filho, José Gomes Ferreira para assistir, com apenas 9 anos de idade; 11m16: Fotografia da família do escritor, pai, mãe e irmãos e do escritor ainda jovem, quando entrou para o liceu, "Colégio Francês"; 13m46: Comentário do filho do escritor, Alexandre Vargas, que explica algumas das influências na escrita de seu pai; 15m46: Fotografia do escritor com a sua mãe, da qual herdou o gosto pela música, tendo aos 12 anos formado um quarteto com os seus dois irmãos e um primo, "Quarteto Bethowen"; Foi aos 17 anos que conseguiu a glória como compositor ao ser exibida uma das suas obras "Idílio Rústico", no Politeama; 16m27: Comentário do maestro César Viana às capacidades musicais do escritor, seguido de comentários do filho Raúl Hestnes Ferreira, relativamente à intervenção política de seu pai numa altura em que Sidónio Pais toma conta do poder, em Portugal; 20m29: Fotografia do escritor quando frequentava a Faculdade de Direito de Lisboa, tendo em 1921 lançado um panfleto, "Os eunucos", que vai trazer grande polémica à cena cultural lisboeta e cujo trecho é lido por João Mota; 21m13: Nova intervenção do filho Raúl Hestnes Ferreira, para comentar a falta de vocação de seu pai para as leis e a opção pela diplomacia, tendo partido para a Noruega em Fevereiro de 1926, simultaneamente fotografias e imagens de paisagens da Noruega; 24m58: Imagens de arquivo de José Gomes Ferreira a ser entrevistado por Eduardo Prado Coelho sobre cinema e a sua ligação a Eduardo Chianca Garcia; 24m58: Imagens de arquivo de Lisboa, vista a partir do Tejo, com destaque para o cais das colunas, a Praça do Comércio e os seus edifícios ministeriais bem como o arco da rua Augusta; 25m27: Fotografias de Chianca de Garcia com o escritor e o actor Vasco Santana; 26m29: Referência às crónicas que escreveu sobre cinema, nomeadamente na revista de António Lopes Ribeiro, "Kino" e na revista de Chianca de Garcia, "Imagem", seguida de fotografias do escritor no meio de cenários de cinema com outros cinematográficos, tendo participado nalguns filmes como "A canção de Lisboa" ou "Aldeia da roupa branca", comentados pelo seu filho, Alexandre Vargas, bem como a intervenção como tradutor de filmes; 29m36: Realce para a colaboração para a revista para crianças "O senhor doutor" sob o pseudónimo "avô do cachimbo", cujas histórias reúne, mais tarde, compilando "As aventuras de João sem medo"; 31m50: Comentário de Urbano Tavares Rodrigues sobre a guerra civil espanhola, contemporânea de José Gomes Ferreira, sobretudo o fusilamento de Llorca; A seguir à guerra inicia a publicação de crónicas na "Seara Nova" sob o título "O espectáculo das ruas"; 33m31: Imagens de arquivo de uma entrevista ao escritor, onde este explica o seu processo criativo; 36m02: Comentários de José Manuel Mendes, presidente da Associação Portuguesa de Escritores à intervenção de José Gomes Ferreira na cena literária portuguesa; 36m50: Fotografias da casa de João José Cochofel, no Senhor da Serra, onde o escritor terá passado uma temporada, tendo sido ali que lançou, em 1948, o seu primeiro volume de poesia, "Poesia I"; De seguida comentários do maestro César Viena às composições musicais do escritor; Depois de ter enviuvado de Ingrid Estnes, casa com Rosalia Vargas, cujo facto é comentado por Alexandre Vargas; 41m40: Baixa lisboeta à noite, com circulação de automóveis e do eléctrico nº 28 para a Estrela, que ilustra o facto do escritor ser um adepto das tertúlias nocturnas em cafés da capital, nomeadamente no café "Portugal", onde nasceu a famosa convocatória para a Assembleia Oposicionista, em simultâneo fotografia de alguns desses grupos tertulianos, onde se destaca o próprio escritor, Mário Soares, entre outros; 44m05: Comentário de Raúl Estnes à reacção de seu pai quando soube que este havia sido detido pela PIDE, por pertencer ao MUD - Juvenil, simultaneamente fotografias do escritor com os seus filhos quando crianças; 45m53: Novo comentário de Urbano Tavares Rodrigues à escrita de José Gomes Ferreira; Em 1950 publica "Poesia II" e pouco mais tarde o "Poesia III" que foi distinguido com o Grande Prémio de Poesia da Sociedade Portuguesa de Escritores, extinta por Salazar que mais tarde, após o 25 de Abril, é reaberta com o Congresso de Escritores Portugueses na Biblioteca Nacional, no qual se destaca, necessariamente o escritor, Urbano Tavares Rodrigues, Vasco Gonçalves, José Saramago e José Cardoso Pires; 52m41: Comentários de Luís Francisco Rebello, presidente da SPA, à obra do escritor; 54m37: Imagens de arquivo do poeta dizendo um dos seus poemas; Baptista-Bastos comenta a forma daquele dizer poemas; O fim do programa são imagens de arquivo de um jantar em casa do escritor com amigos, onde se destacam os maestros António Vitorino de Almeida e Silva Pereira, entre outros.

Termos e condições de utilização

Os conteúdos disponíveis estão protegidos por direitos de propriedade industrial e direitos de autor. É expressamente proibida a sua exploração, reprodução, distribuição, transformação, exibição pública, comunicação pública e quaisquer outras formas de exploração sem a autorização prévia da RTP. O acesso aos conteúdos tem como único propósito o visionamento privado e educacional sem fins comerciais. Para mais informações, entre em contato com o arquivo da RTP através do seguinte endereço de correio eletrónico: arquivo@rtp.pt .