Eleições Presidenciais 1991

00:41:56

Cobertura das eleições presidenciais 1991, apresentada e moderada por José Eduardo Moniz, jornalista nos estúdios da RTP em Lisboa, tendo como convidados os analistas políticos e dirigentes partidários, José António Saraiva, Diretor do semanário Expresso, Vicente Jorge Silva, Diretor do jornal O Público, António Barreto, do PS, José Pacheco Pereira, do PSD, João Amaral, do PCP e Narana Coissoró, do CDS, destaque ainda para os diretos das sedes de candidatura presidencial de Mário Soares, Basílio Horta, Carlos Carvalhas e de Carlos Marques em Lisboa.

  • Nome do Programa: ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS 1991
  • Nome da série: ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS 1991
  • Locais: Lisboa
  • Personalidades: José Eduardo Moniz, António Barreto, José António Saraiva, Vicente Jorge Silva, José Pacheco Pereira, João Amaral, Narana Coissoró, Mário Soares, Basílio Horta, Carlos Carvalhas, Carlos Marques
  • Temas: Política
  • Canal: RTP 1
  • Tipo de conteúdo: Programa
  • Cor: Cor
  • Som: Mono
  • Relação do aspeto: 4:3 PAL

Resumo Analítico

Mário Soares, reeleito Presidente da República a sair da sua residência em Lisboa (sem som); direto e vivo de Cândida Pinto e de Isabel Horta, jornalistas, da sede de candidatura presidencial de Basílio Horta em Lisboa. 17m00: Entrevista a Basílio Horta, candidato presidencial, que refere que as projeções dão-lhe entre 16-18%, assumindo pessoalmente essa vitória e para um espaço político à direita do PSD; aproveita para felicitar Mário Soares pela sua reeleição e agradece aos portugueses que votaram no seu projeto, onde lutou em condições adversas; afirma que teve ao seu lado as estruturas e bases do CDS, PPM e parte do PSD; salienta assim que com este resultado prestou um bom serviço ao partido que fundou; refere que irá usar esses votos no CDS, visto ser Vice Presidente e Secretário Geral do partido. 21m34: Populares e pessoas em ambiente de festa e a acenar bandeiras no exterior da sede de candidatura presidencial de Mário Soares no MASP na Praça Saldanha em Lisboa; entrada de Mário Soares, reeleito Presidente da República na sua sede de candidatura. 26m12: Continuação da entrevista a Basílio Horta, candidato presidencial, que acha que o segundo mandato de Mário Soares, vai ser diferente do primeiro mandato, pois tem como objetivo retirar a maioria absoluta ao PSD e conseguir um governo de Bloco Central; refere que criticou Mário Soares e apresentou o seu projeto; afirma que terá de haver um movimento de unidade de centro e da direita; salienta que o CDS é recuperável em termos eleitorais e pode vir a ser uma força extremamente importante na vida eleitoral portuguesa; acha que o seu partido poderá representar, assumir desenvolver e aumentar a sua base de apoio; refere que na sua campanha eleitoral, apenas houve frontalidade e clareza e não radicalismos e extremismos; afirma que sempre criticou politicamente e não pessoalmente Mário Soares. 34m53: Mário Soares, reeleito Presidente da República na varanda da sua sede de candidatura presidencial no MASP na Praça Saldanha em Lisboa; populares e pessoas em ambiente de festa. 35m29: Discurso de Mário Soares, da varanda do MASP na praça Saldanha em Lisboa, que agradece aos presentes a vitória alcançada, que pertence ao povo português, sendo a vitória do civismo, da tolerância, da liberdade; afirma não esquecer todos aqueles que o apoiarão e estiveram sempre com ele; saúda o povo português, e promete ser fiel aos seus compromissos e será o presidente de todos os portugueses; refere que têm de ser respeitados os resultados e saúda os seus adversários nestas eleições; afirma que este resultado deve servir para unir os portugueses e servir Portugal; pede nesta hora de alegria que as pessoas estejam serenas, e reforcem a unidade e coesão nacional e assegurem a estabilidade política, para que Portugal se possa afirmar como grande nação no mundo; para ele o MASP extingue-se hoje com a sua reeleição para presidente da república; dedica a sua vitória em particular à juventude portuguesa, que o apoiou na descoberta nos caminhos do futuro, na unidade, liberdade, legalidade nacional; pessoas e Mário Soares cantam o hino nacional; pessoas em ambiente de festa e a festejar a vitória de Mário Soares. 47m13: Quadro de máximos e de mínimos onde Mário Soares, Basílio Horta, Carlos Carvalhas e Carlos Marques foram mais e menos votados; quadro da abstenção onde foi mais e menos alta. 49m51: Quadro de resultados nacionais, quando estão apuradas 4065 freguesias; quadro das abstenções; quadro de abstenções entre 1986 e 1991. 51m35: Comentários de José Pacheco Pereira, Dirigente do PSD, que se afirma contente com o discurso de Mário Soares, que afirmou que iria realizar uma presidência para todos os portugueses. 52m00: Comentários de António Barreto, Dirigente do PS, que reafirma a intenção de Mário Soares, ser o Presidente de todos os portugueses, de dissolver imediatamente o MASP e que irá exercer o segundo mandato da mesma forma que o primeiro; refere que os mandatos presidenciais não dependem apenas do próprio, mas das circunstâncias e ocorrências; salienta que Alberto João Jardim, não tem qualquer relevo fora da Madeira e que a sua influência está em declínio; refere que Basílio Horta no seu discurso afirmou que iriam haver problemas para o PSD. 55m48: Comentários de Narana Coissoró, Dirigente do CDS, refere que Basílio Horta desmontou toda uma campanha de difamação e descrédito que tinha sido lançada sobre a sua pessoa; refuta também o discurso radical e agressivo e relembra o frente a frente entre Mário Soares e Freitas do Amaral em 1986; salienta que os resultados futuros do partido vão-se segurar pela sua doutrina, declaração de princípios, estratégia eleitoral, trabalho e liderança.

Termos e condições de utilização

Os conteúdos disponíveis estão protegidos por direitos de propriedade industrial e direitos de autor. É expressamente proibida a sua exploração, reprodução, distribuição, transformação, exibição pública, comunicação pública e quaisquer outras formas de exploração sem a autorização prévia da RTP. O acesso aos conteúdos tem como único propósito o visionamento privado e educacional sem fins comerciais. Para mais informações, entre em contato com o arquivo da RTP através do seguinte endereço de correio eletrónico: arquivo@rtp.pt .